Thaiza e Dalman – Casamento

Thaiza e Dalman formam um casal pra lá de especial, parece realmente que os dois cairam aqui na terra pra ficarem juntos de todo jeito. Sabe aquele casal que só um consegue entender o que o outro fala, aquele que riem das mesma piadas quando todo mundo achou sem graça? Pois é, Thaiza e Dalman acharam a tampa das suas panelas. Mas hoje preferi não escrever nada, no fim das contasn não existe nada que eu possa falar que possa descrever melhor esse casamento que o depoimento emocionado e cheio de detalhes da noiva:

“Não consigo sentir nada diferente, os pés pareciam ter sumido, meu coração entrou numa massagem fabulosa desde a hora que vi meu vein pela janela do carro parado na entrada igreja.
Nunca vi filme rodar na cabeça da gente tão ligeiro, e todo segundo parecia que eu acordava de um sonho e ‘tibungava noutro’. O raio do nó na garganta comia no centro, as mãos geladas… e vez por outra eu amassava as mãos de painho, crente que elas iam trincar^^.
Quando a chuva apitou que ia chorar, lá vai Thaiza pra de baixo de uma árvore toda inxirida a convidada, na porta da igreja. A luz verde alisava os cabelos da bixinha e ficha foi caindo. A convidada era eu.
Ouvia baixinho a música das daminhas e pajens como quem escuta alguma coisa pela primeira vez. A porta fechada e eu ia entrar. Não vi foi nada. Juro que pensei que quando entrasse ia me apegar aos detalhes, mas só vi Dalman Segundo.
Foi como se o coração tivesse usado a trava de segurança e o pitoco do ‘fui’ chinelou comigo.
Só de frente pro padre e pro pastor consegui devolver a minha cabeça que o dia tinha chegado. E um rolo compressor continuava a massagear meus pensamentos.
Era vez de esmagar as mãos de Dalman. Logo ele que sempre se achou o Aladin da minha vida.:)
Foi tanto sim pra cima. Arf, não conseguia pensar em outra coisa que não fosse:
Deus me ama muuuito! De que isso que morava aqui dentro tinha o dedo, a cabeça, e os pés de Nosso Padin Jesus Cristo. E como é bom ter essa certeza.
Até a página que venho, posso dizer que feliz é uma palavra muito fraquinha.”

“Deus separou pessoas maravilhosas pra me ajudarem. Sempre serei grata por todo zelo comigo. Principalmente ao fotógrafo/indicadordeluademeldelisofeliz/…Deivid Ribeiro (você é muito tampa no que escolheu fazer, fico extremamente tanquila com sua sensibilidade e firmeza. Querido não, a mulesta!)”

Ficha Técnica:

Cerimônia: Igreja Santo Antônio Lisboa
Recepção: Porto Pinheiro
Cerimonial: Erika Gurgel
Decoração: Sweet Beginnings
Bolo: Maria Helena
Música Cerimônia: Paulo Barreto (violino), Ivan Martins (acordeon) e Ariadna (voz)
Música Recepção: Banda Hi Jack (isso mesmo muito rock’n’roll) e Dj Sonny
Filmagem: Danniel Victor